Oxigenoterapia hiperbárica

A oxigenoterapia hiperbárica (OHB) é um método terapêutico no qual o paciente inala oxigênio puro a uma pressão superior à atmosférica, no interior de um equipamento denominado câmara hiperbárica, que pode ser multiplace ou monoplace, a fim de promover a cura de lesões de tecido mais rapidamente, o combate de diversas infecções e outras doenças graves.

A elevação da pressão parcial do oxigênio no organismo em um ambiente pressurizado aumenta a solubilidade deste gás nos tecidos. Com isso, há melhor combate à infecções devido ao aumento da atividade fagocitária e otimiza ação dos antibióticos (sinergismo). Promove também a formação de novos vasos sanguíneos (neo angiogênese) através do efeito compensatório da hipóxia  e promoção da cicatrização otimizando a ação de fibroblastos e auxiliando no processo de epitelização da pele lesada.

A oxigenoterapia hiperbárica é utilizada no mundo todo há cerca de meio século, já no Brasil, de forma reconhecida, há mais de 20 anos. Sua aplicação é regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina (Resolução 1457/95), que estabelece os pontos mais importantes dessa atividade, enquanto que a Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica (SBMH) estabelece critérios para a classificação das lesões e dos pacientes que serão submetidos ao tratamento.

Clínicas de sucesso utilizam nossas câmaras hiperbáricas!

Indicações médicas para OHB conforme Resolução 1457/95 da Sociedade Brasileira de Medicina Hiperbárica

Benefícios na utilização da OHB

Acelera o processo de recuperação de várias patologias agudas e crônicas

Diminuição dos custos globais dos tratamentos pela aceleração da recuperação dos pacientes e consequentemente redução do tempo de hospitalização

Abordagem menos agressiva e mais conservadora das intervenções cirúrgicas, reduzindo os custos e melhorando a qualidade de vida do paciente

Aumento da satisfação dos pacientes pela melhora significativa dos mesmos ou familiares

Redução do tempo de internação, do emprego de antibióticos e da necessidade de cirurgias mutiladoras

Câmaras hiperbáricas multiplace Fogliene

FH175

FH190-5

FH220-5

FH220-5 PLUS

Supervisório Inteligente Fogliene

Todas as nossas câmaras vem equipadas com nosso inovador sistema supervisório. Dentre as funções do sistema supervisório temos :
– Sistema de monitoramento de alarmes, o que gera maior segurança.
– Controle de pressão e tempo de tratamento.
– Cadastro de paciente e histórico financeiro
– Receitas predefinidas para diversos protocolos .

Abaixo você entenderá um pouco sobre os benefícios de se ter uma câmara multiplace Fogliene.

As câmaras multiplace da Fogliene possuem atmosfera interna com ar comprimido, que geram uma redução drástica de custo. O consumo de oxigênio é estimado em 2,5m³/paciente/sessão.

As câmaras hiperbáricas Fogliene, além de conforto, oferecem maior segurança, uma vez que cada sessão deve ser acompanhada por um profissional de enfermagem. Nossos equipamentos estão aptos a receber pessoas com necessidades especiais, como obesos, cadeirantes, pessoas com dispositivos ortopédicos e oferecem menor índice claustrofóbico, pois os pacientes não permanecem isolados dentro do equipamento.

Com pressão de trabalho até 6,0 ATA, nossas câmaras hiperbáricas conseguem tratar de uma gama muito maior de doenças, inclusive doenças descompressivas. Além disso, o custo operacional do equipamento é diluído o que gera considerável retorno financeiro.

Atenção

Alguns cuidados são necessários para a compra de sua câmara hiperbárica

Verifique se o fabricante possui registro do produto na ANVISA e se a câmara hiperbárica possui certificação ASME PVHO.

A ASME PVHO fornece requisitos para o projeto, fabricação, inspeção, teste, marcação e estampagem de vasos de pressão para ocupação humana, com um diferencial de pressão interno ou externo superior a 2 psi.  Um PVHO é um vaso de pressão que envolve um ser humano dentro de seus limites de pressão enquanto ele está sob pressão interna ou externa que excede uma pressão diferencial de 2 psi. As PVHOs incluem, entre outras, submersíveis, sinos de mergulho, cápsulas de transferência de pessoal, câmaras de descompressão, câmaras de re-compressão e câmaras hiperbáricas.

Conforme resolução da diretoria colegiada fica vedado a comercialização de equipamentos usados. Devendo o equipamento usado ser recondicionado pelo detentor do registro.

Verifique a entrega real de oxigênio e pressão interior do equipamento​

Consulte a NOTA TÉCNICA N°01/2008/GQUIP/GGTPS/ANVISA e verifique se a empresa atende com seus produtos os requisitos para mitigação de riscos.